Fertilizantes fosfatados

Super Fosfato simples (SSP)

Basicamente formado de sulfato de cálcio (gesso) e pentóxido de fósforo, esse é um dos materiais mais básicos de nosso nicho industrial. Sendo a fonte mais simples de fósforo que podemos encontrar para a adubação, contém um teor de fosfato total entre 18% a 21%, dependendo do processo industrial de nossos fornecedores. O Fosfato encontrado nesse produto contem um mínimo de fosfatos solúveis em torno de 14%, podendo aumentar de acordo com a quantidade de fósforo total. Lembrando que o fosfato solúvel é uma soma desses compostos que são dissolvíveis em água e citrato neutro de amônio. Disponibilizados granulado ou farelado e embalados em Big Bags, sacos de 50 Kg, mais comumente vendido a granel pelo menor custo.

Super Fosfato triplo (STP)

Como o Super Fosfato Simples é proveniente da reação da rocha fosfática e ácido sulfúrico, o Super Fosfato Triplo é proveniente da mesma reação, mas com a adição de ácido fosfórico a mistura ácida responsável pelo “ataque” a rocha. Dessa forma chegando a teores em torno de 46% de fosfatos totais em sua composição. Desses fosfatos totais, 4% são solúveis em citrato de amônio e 38% solúveis em água. Para quem precisa de uma quantidade muito grande de fósforo, esse é o melhor produto para atender culturas que necessitam desse elemento químico. Vendido a granel, pode ser comercializado também em Big Bags.

Fosfato reativo Bayovár em pó

Para uma adubação com disponibilização de fósforo gradativa e em médio prazo, essa rocha fosfática proveniente dos Andes Peruanos é uma boa opção. Contendo pelo menos 35% de fosfatos reativos, é comercializada em pó para ser melhor absorvido pelas raízes das plantas. O Fosfato Reativo Bayovar é muito recomendado para o solo nacional, por ser muito deficiente em fósforo. Pode ser amplamente usado na preparação e construção de solos para o seu cultivo. Lembrando que um bom solo para a agricultura só precisa de uma boa seleção de componentes.

fosfato natural

Proveniente do território nacional, mais exatamente de Araxá ou Patos de Minas/MG, essa rocha de cor cinza, possui um teor de fósforo menor que a Rocha Bayovár, beirando a 25% de fósforo total. Para uma adubação a base de fósforo a longo prazo, é uma opção mais economicamente viável. Transportada a granel, está localizada em um ponto logístico estratégico para atender agricultores de todo o Brasil.